Skip navigation

64 entidades desenvolvem trabalhos na 2ª maior favela de SP, um número muito maior que o encontrado em outras áreas carentes

Em Paraisópolis, 64 entidades desenvolvem projetos que vão da reciclagem de lixo à distribuição de enxovais para recém-casados. Nem de perto outras áreas carentes têm tantos trabalhos gratuitos feitos por instituições privadas. Na mais populosa favela paulistana – Heliópolis, também na zona sul -, são 24 entidades para 220 mil moradores.

Já na ocupação ao lado do Morumbi, os 80 mil habitantes contam com serviços gratuitos oferecidos por ONGs e empresas que querem vincular seu nome à favela.

Materia completa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: