Skip navigation

A técnica de reciclagem de tecidos já foi muito utilizada no período do Pós-Guerra, na Europa, devido a escassez de matéria-prima. Hoje, o movimento também foi retomado, mas a motivação é outra: o excesso de descarte, a possibilidade de novas oportunidades comerciais e a geração de emprego. Saiba mais sobre reciclagem: O que fazer com o material reciclado Desmontar é preciso Feitos para não durar A indústria têxtil já incorporou o algodão e o poliéster (criado a partir de fibras de garrafas PET recicladas) na moda e já é comum comprar camisetas, casacos ou jeans com estes materiais. Agora, também a decoração está fazendo uso destes novos “ecotecidos” para revestir almofadas, sofás e até mesmo paredes. Basicamente, o processo de transformação se inicia em casa, com a coleta seletiva, e nas oficinas de confecção. As garrafas PET que separamos são higienizadas e posteriormente transformadas em fios. Estes serão tecidos industrialmente para virarem tecido. O mesmo acontece com os retalhos de algodão provenientes de confecções. Após serem separados por cor, são desfibrados e novamente transformados em fios para serem tecidos. Uma das empresas brasileiras a realizar esse tipo de trabalho é a Denovo, que criou três linhas de tecido reciclado: a Malhão (85% de algodão + 15% PET), a Denim Color – primeiro denim 100% reciclado com fios tintos, ou seja sem tingimento ou qualquer uso de água em seu processo produtivo – e a Lona Eco, feita 100% com algodão reciclado. Ideal para tapeçaria.

Matéria completa

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: