Skip navigation

Tag Archives: design para a sustentabilidade

Imagem

de produtos ecofriendly a design para a sustentabilidade

christian ullmann

a palestra abordara as oportunidades que o mercado oferece para desenvolver coleções mais sustentáveis, considerando seleção de materiais, processos produtivos, aspectos culturais, tecnologias semi-artesanais, ciclo de vida do produto e comunicação

local. ied sp

data. quarta 25 de junho

hora. 19:00

sala. 26

palestrante. christian ullmann, professor de design e sustentabilidade do ied, coordenador de projetos do cried e sócio diretor da iTProjetos escritório de desenvolvimento de projetos e produtos socioambientalmente responsáveis

 

vagas limitadas

contato. melinemoumdjian@gmail.com

+ 55 11 3660 8000

facebook.com/iedsp

realização – posgraduação design de calçado e bolsas

ied sp – Rua Maranhão, 617. Higienópolis, São Paulo – SP

http://www.ied.edu.br

Anúncios

DESIGN COMO INTERFACE CULTURAL

Sociedade, economia criativa e design construindo novos modelos de negócios inclusivos

Imagem

A economia criativa é um conceito amplamente discutido no momento, que favorece a integração social aos negócios, onde se geram oportunidades de interação do homem com o produto/serviço. Segundo a Secretaria da Economia Criativa do Ministério da Cultura, está fundamentada em quatro princípios – 

Diversidade cultural , Sustentabilidade, Inovação e Inclusão Social.

O design dentro desse potencial, assume o papel de ferramenta dinâmica para a mudança social, e não pode ser pensado de forma isolada do contexto: social, ambiental, cultural e econômico, O desafio é pensar novas oportunidades de negócios, mais sustentáveis, mais inclusivos, a partir das novas ferramentas de inovação e gestão ,desenvolvendo as pessoas e a cultura.

Este workshop é um espaço de criação, discussão e ação para todos aqueles que estão interessados em desenvolver CULTURA e mergulhar no universo do design, inovação e progresso social sustentável.

OBJETIVO

Apresentar e desenvolver junto aos participantes do setor governo, corporativo, ongs e empreendedores, uma visão inovadora e estratégica de responsabilidade com as questões ambientais, sociais e culturais para novos modelos de negócios inclusivos

 PUBLICO

Workshop dirigido para os criativos e empreendedores de todas as áreas de design, arquitetura e responsáveis por responsabilidade social coorporativa e funcionários públicos das áreas sociais e desenvolvimento local; para discutir, questionar, projetar, ajustar, testar e prototipar a nova geração de projetos e produtos de maior valor social e mais sustentáveis

LOCAL e DATA

O workshop será realizado o dia sexta feira 06 de junho das 9:00 às 17:00. No HUB IMPACT, rua Comendador Macedo, 233 – Curitiba

MAIORES INFORMAÇÕES

www.designaovivo.com.br

contato@designaovivo.com.br

A Escola de Negócios Sustentare, tem um canal de videos e convida seus profesores para fazer um depoimento.

Segue o meu depoimento abordando o tema ecodesign e sustentabilidade direcionado para micro e pequenas empresas, a ideia é apresentar a importância do desenvolvimento sustentável no projeto de design, a fim de se atingir melhores resultados frente ao mercado competitivo onde o enfoque da sustentabilidade está presente, além de lhe propiciar uma adequada abordagem estratégica na concepção e desenvolvimento de suas atividades profissionais com o rol de oportunidades que o design pode e deve incorporar em sua práxis.

Estas atividades foram desenvolvidas no módulo de ecodesign e sustentabilidade no curso de pos-graduação de master design.

No mercado atual, o design é a chave para novos e futuros negócios é isto esta gerando grandes oportunidades, o desafio é não cair na armadilha do próprio sistema e criar mais produtos desejáveis e revolucionários que tem custos sociais e ambientais inaceitáveis para o século XXI

Há quase dois meses, surge a partir do informativo do ICSID uma matéria divulgando o vídeo “Design the New Business“, e devemos concordar que, no mercado atual, o design é a chave para novos e futuros negócios. O documentário aborda novas formas de resolver os atuais e reais problemas complexos que o mundo empresarial está enfrentando – o novo relacionamento de empresários, consultores e academia unindo esforços para saber como enfrentar os próximos desafios da sociedade, apresentados em casos de estudo e discussões inspiradoras. A iniciativa do filme é da Zilver Innovation, e foi desenvolvido por seis estudantes do Mestrado de Strategic Product Design na TU Delft situada na Holanda.

No entanto, que custo estamos dispostos a pagar por tudo isto? Não sei se vocês repararam, porém quase todos os computadores que apareceram no vídeo são Apple, e é a empresa Apple quem melhor conecta os desejos das pessoas com os seus produtos – mas também temos que ser conscientes de que isto tem seu preço, e parte do custo vamos descobrindo a conta-gotas e somente quando as empresas deixam descoberta parte de seus modelos de negócios.

Então descobrimos que de “novo”, os modelos de negócios não têm muito, e mais se assemelham aos históricos modelos de desrespeito às pessoas e à sociedade – não sei quanto posso afirmar isto, porém sempre surge um comentário, vídeo ou matéria o confirmando, o que é difícil de acreditar; e nós não queríamos nem suspeitar de empresas conceituadas e que seguimos como fiéis admiradores (eu me incluo nesta lista também).

Estou comentando isto porque, também poucos meses atrás, apareceu uma matéria na internet da rede americana de televisão ABC, em que se apresentava a realidade de uma fábrica da Foxcomm, fabricante de iPads e iPhones para a Apple na China, e como são tratados seus funcionários, as cobranças do governo chinês e de ongs para melhorar a qualidade do trabalho feito por eles.

Do UOL Notícias: o jornalista Bill Weir, da rede americana de televisão ABC, teve acesso exclusivo à empresa chinesa administrada pela Foxconn, uma das maiores fornecedoras da gigante do mundo da informática Apple: os trabalhadores são obrigados a morar em dormitórios com outras sete pessoas, e fazem exatamente a mesma função na fábrica seis dias por semana.

Vídeo mostra trabalho em linha de produção da Apple na China

Na era da sustentabilidade e sendo designer:
Como posso desconsiderar o processo produtivo de uma nova tecnologia?
Como premiar um produto que tem este antecedente?

Matéria completa no Portal Design Brasil

R design Niterói  |  WORKSHOP  |  CHRISTIAN ULLMANN

Hoje, projetamos sendo conscientes das nossas co-responsabilidades sociais, ambientais culturais e éticas. Nossas escolhas de projeto e sugestões podem colaborar de forma significativa com a melhoria de qualidade da sociedade. O novo universo do design é desafiador e faz do cotidiano o extraordinário, uma nova fase de transformação está acontecendo: novos produtos, novos valores, novos cenários, onde o conceito do projeto, abrange a interação entre sociedade, produção, demandas reais e desenvolvimento local, o habitat inteiro, tornado-o menos in-sustentável. Este é o verdadeiro desafio desta segunda década do século XXI

No R Design Niterói, Christian Ullmann ministrará o wokrshop:
 Produtos imperfeitos – mudança de comportamento x design, elaboração de produtos com resíduos urbanos

Segundo Christian, é importante pensar no design, se consideramos que 80% do impacto positivo ou negativo do nosso produto se dá na fase do projeto. Este deve prever a eliminação de excessos e desperdício, eficiência energética e minimização do uso de material.
Durante o workshop serão desenvolvidos novos produtos a partir de embalagens plásticas descartadas.

Christian Ullmann é formado em desenho industrial pela Faculdade de Arquitetura, Design e Urbanismo de Buenos Aires. Ele se tornou um especialista em design para a sustentabilidade, principalmente quando se trata do desenvolvimento de produtos com a utilização de recursos naturais renováveis, resíduos pré e pós consumo e produção semi-industrial. Recebeu prêmios na Espanha, Itália, Brasil e Argentina com móveis residenciais, de escritório e objetos.
Professor do CRIED-SP, pesquisador do Núcleo de Design & Sustentabilidade da UFPR, colunista da Revista abcDesign, Rede Latinoamericana de Design e do Portal Design Brasil. Desde 2001 é sócio diretor do iT Projetos, escritório especializado no desenvolvimento de produtos e projetos com responsabilidade sócio-ambiental.