Skip navigation

Tag Archives: exposição

projeto “Re-design: brasileiros e holandeses experimentam descartes” promove intercâmbio sobre o reaproveitamento criativo de resíduos

“Re-design: brasileiros e holandeses experimentam descartes” é um projeto de intercâmbio e uma exposição que visam investigar e mostrar o potencial dos resíduos sólidos como materiais construtivos e criativos. Parceria entre o Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, e o MOTI – Museu da Imagem, de Breda, na Holanda, o projeto conta com a participação de designers, arquitetos e artistas brasileiros e holandeses, sendo dividido em duas etapas – exposição apresentando breve atuação dos envolvidos; e produção coletiva -, ambas abertas à visitação do público.

Participam três representantes de cada país: Thiago Bender (artista de rua), Rodrigo Bueno (artista visual) e Christian Ullmann (designer), do Brasil; Klaas Kuiken (designer), Jan Eric Visser (artista visual) e o coletivo Refunc (arquitetos e designers), da Holanda. Com curadoria de Mara Gama (Brasil) e Joanna van der Zanden (Holanda), o projeto terá ainda, em 2013, nova edição a ser realizada no MOTI – Museu da Imagem.

“Os artistas e designers do projeto irão trabalhar juntos em um ateliê ao vivo no Museu da Casa Brasileira, investigando confluências e compartilhando suas pesquisas e abordagens em relação aos resíduos sólidos”, explicam as curadoras, que visam gerar reflexões sobre questões como: Os resíduos são vistos de maneira diferente nos dois países? É possível transformar a imagem negativa dos descartes por meio de seu reaproveitamento criativo?

A exposição de obras pré-selecionadas dos participantes do projeto, ligadas ao tema do reuso, será inaugurada no dia 6 de novembro. No dia seguinte, os seis participantes farão visitas a ateliês e cooperativas de reciclagem para coletar materiais que serão usados entre 8 e 10/11, durante o trabalho de criação coletiva. O resultado do intercâmbio será mostrado a partir do sábado, 10 de novembro, dia em que haverá encontro informal com os artistas no espaço expositivo do MCB, aberto ao público.

“Todos nós produzimos resíduos, independentemente de onde estivermos no planeta. Restos de embalagens, tecidos, lixo eletrônico, objetos quebrados, sucatas de veículos e entulho da construção são as sobras da nossa riqueza, consideradas inúteis e jogadas fora ou deixadas para trás. Mas os resíduos podem também ser relevantes e usados para criar novos produtos”, concluem Joanna van der Zanden e Mara Gama.

Sobre o MOTI – Museu da Imagem
Situado em um dos prédios mais antigos de Breda, na Holanda, o MOTI – Museu da Imagem é um centro de referência em cultura visual criado em 2008. Focado em áreas como design, fotografia, artes visuais, arquitetura e ciências, o MOTI oferece um centro de pesquisa aberto ao público leigo e especializado sobre o design gráfico (Museumlab); oficinas educativas, palestras, apresentações e eventos, além de exposições temporárias sobre seus temas de vocação.

Sobre o Museu da Casa Brasileira
O Museu da Casa Brasileira se dedica às questões da cultura material da casa brasileira. É o único do país especializado em design e arquitetura, tendo se tornado uma referência nacional e internacional nesses temas. Dentre suas inúmeras iniciativas destaca-se o Prêmio Design Museu da Casa Brasileira, realizado desde 1986, e que comemora este ano sua 26ª edição.

SERVIÇO:
Projeto Re-design: brasileiros e holandeses experimentam descartes
Exposição e trabalho de criação coletiva Brasil x Holanda
Realização: MCB e MOTI – Museu da Imagem
Apoio: Consulado da Holanda e Central de Cultura

Abertura: 6 de novembro, terça-feira às 19h30
Entrada gratuita e aberta ao público em geral
Visitação: 7 a 25 de novembro

Local: Museu da Casa Brasileira
Av. Faria Lima, 2.705 – Jd. Paulistano
Tel.: (11) 3032-3727

Horário de funcionamento: de terça a domingo das 10h às 18h
Ingressos: R$ 4 e R$ 2 (meia-entrada)
Domingos e feriados – gratuito
Acesso a pessoas com deficiência/ Bicicletário com 20 vagas
Estacionamento: de terça a sábado até 30 minutos, grátis; até 2h, R$ 12. Demais horas: R$ 2. Domingo e feriados, preço único de R$ 15

Visitas orientadas: (11) 3032-2564 / agendamento@mcb.org.br
Site: http://www.mcb.org.br
Redes sociais: http://www.facebook.com/museu.dacasabrasileira / Twitter: @mcb_org

“Re-design: brasileiros e holandeses experimentam descartes” é um projeto de intercâmbio e uma exposição que visam investigar e mostrar o potencial dos resíduos sólidos como materiais construtivos e criativos. Parceria entre o Museu da Casa Brasileira, instituição da Secretaria de Estado da Cultura, e o MOTI – Museu da Imagem, de Breda, na Holanda, o projeto conta com a participação de designers, arquitetos e artistas brasileiros e holandeses, sendo dividido em duas etapas – exposição apresentando breve atuação dos envolvidos; e produção coletiva -, ambas abertas à visitação do público.

Participam três representantes de cada país: Thiago Bender (artista de rua), Rodrigo Bueno (artista visual) e Christian Ullmann (designer), do Brasil; Klaas Kuiken (designer), Jan Eric Visser (artista visual) e o coletivo Refunc (arquitetos e designers), da Holanda. Com curadoria de Mara Gama (Brasil) e Joanna van der Zanden (Holanda), o projeto terá ainda, em 2013, nova edição a ser realizada no MOTI – Museu da Imagem, com o mesmo grupo de participantes.

Os artistas e designers do projeto irão trabalhar juntos em um ateliê ao vivo no Museu da Casa Brasileira, investigando confluências e compartilhando suas pesquisas e abordagens em relação aos resíduos sólidos”, explicam as curadoras, que visam gerar reflexões sobre questões como: Os resíduos são vistos de maneira diferente nos dois países? É possível transformar a imagem negativa dos descartes por meio de seu reaproveitamento criativo?

Maiores informações

my waste is your waste

diversidade brasileira

IV Bienal Brasileira de Design

de 19 de setembro, e segue até 31 de outubro, em Belo Horizonte, se realiza a IV Bienal Brasileira de Design. Com curadoria geral de Maria Helena Estrada.

O tema , o evento tem como tema “Diversidade brasileira” é o tema da IV edição e como atração principal a exposição “Da mão à máquina“, que pretende, a partir de uma vocação do país para o artesanato, seguir da cultura popular aos produtos em que o profissional aplica uma linguagem contemporânea, buscando conectar o produto global à cultura local.

Outras mostras, da bienal são “Design de carros no Brasil: Rupturas e inovações“, “1 pessoa, 10 cadeiras“, “Jovens designers” e “Open School”, dos cursos de design mineiros.

A Bienal propõe também ações educativas, de negócios e outras, procurando envolver toda a cidade na discussão do design.

site da bienal

SEM FRONTEIRAS/WITHOUT BORDERS abre no Aeroporto Internacional de Miami

A exposição desafia ativamente as noções convencionais de uma estética ou identidade singular Brasileira

Organizada pela Galeria MIA da Divisão de Artes Plásticas e Assuntos Culturais do Aeroporto Internacional de Miami, Dra. Yolanda Sanchez, diretora da Galeria MIA e  Zoë Melo da TOUCH, são co-curadoras da exposição Sem Fronteiras, apresentando o que há de melhor e mais inovador na arte, design e artesanato Brasileiro.

Participam da mostra. Alexandre Sequeira, Brunno Jahara, Carla Tennenbaum, Christian Ullmann, Coopa Rocca, Cores Da Terra, Domingos Tótora, Estúdio Manus, Fetiche Design, Gueto Design, Iça, Ivone Rigobello, Jalapa Project, João Maciel, Mana Bernardes, Marcenaria Trancoso, Mônica Nador, Notus Studio, Oferenda Design, Projeto ASAS, Renata Meirelles, Rogério Fernandes, Sérgio Mattos, Straat.

Recepção de Abertura. Quarta-feira, 25 de Julho, 2012 – 17h00 – 19h00

South Terminal Gallery, 4th floor level Mezzanine

Palestrante convidado especial. Cônsul Geral do Brasil, Embaixador Hélio Vitor Ramos F.

Para mais informações. galeria MIA. http://www.miami-airport.com/mia_galleries.asp

Sem Fronteiras/Without Borders estará em exibição até Dezembro