Skip navigation

Tag Archives: negócios

newsletter_paralela_adp_dw_01-01 (1)

15:00 h – Artesanato e design, dialogo rentável á todos

artesãos – designers – lojistas

A Paralela Gift se consagrou como o evento mais importante em inovação no mercado de design e decoração.

A excelência no atendimento aos lojistas tem sido a marca da Paralela. É mais conforto para suas compras!!!

local: Fundação Bienal de São Paulo
Parque do Ibirapuera – Portão 3
Avenida Pedro Álvares Cabral
São Paulo, SP

Anúncios

diversidade brasileira

IV Bienal Brasileira de Design

de 19 de setembro, e segue até 31 de outubro, em Belo Horizonte, se realiza a IV Bienal Brasileira de Design. Com curadoria geral de Maria Helena Estrada.

O tema , o evento tem como tema “Diversidade brasileira” é o tema da IV edição e como atração principal a exposição “Da mão à máquina“, que pretende, a partir de uma vocação do país para o artesanato, seguir da cultura popular aos produtos em que o profissional aplica uma linguagem contemporânea, buscando conectar o produto global à cultura local.

Outras mostras, da bienal são “Design de carros no Brasil: Rupturas e inovações“, “1 pessoa, 10 cadeiras“, “Jovens designers” e “Open School”, dos cursos de design mineiros.

A Bienal propõe também ações educativas, de negócios e outras, procurando envolver toda a cidade na discussão do design.

site da bienal

designers precisam “cair na real”: “Hoje, quem quiser sobreviver no Brasil, e competir, vai ter de fazer produto para a classe C e D”

Alexandre Herchcovitch conquistou seu lugar no topo da moda brasileira com uma trajetória que começou nos anos 90 e que, de certa forma, se confunde com a evolução do design fashion nacional – sobretudo o de São Paulo. Do circuito clubber “alternativo” até as boutiques dos Jardins, o estilista imprimiu seu estilo com um misto de criatividade, tino para os negócios e tempero polêmico

Num momento de transição da moda brasileira, Herchcovitch se destaca como um campeão fashion de licenciamentos (de roupa de cama a bolsas e sapatos) e diz que os designers precisam “cair na real”: “Hoje, quem quiser sobreviver no Brasil, e competir, vai ter de fazer produto para a classe C e D”

E o que o público final, em geral, quer?
Vamos cair na real gente. O Brasil tem expertise de fazer roupa popular, de periguete (tá môbeim?). A gente também tem que olhar para isso. Pensei no banho hoje e queria falar. O que vendo mais e o que vendo menos? O que minha empresa é hoje? Uma empresa voltada para o licenciamento para as classes C e D. É isso o que está vendendo gente! Não se vende tanto vestido de R$ 10 mil. O que vende muito são meus edredons de R$250, meus sapatos de R$ 129. Só que não vou deixar de fazer meus vestidos caros, porque também tenho clientes que os querem. Hoje, quem quiser sobreviver no Brasil, e competir, vai ter de fazer produto para as classes C e D

design de móveis para a nova classe média

Materia completa:

O Brasil tem expertise de fazer roupa de periguete”, diz Alexandre Herchcovitch

11/06/2012 – por VIVIAN WHITEMAN e PEDRO DINIZ COLABORAÇÃO PARA A FOLHA