Pular navegação

Tag Archives: práticas sustentáveis

Responsáveis pela poluição de rios e destruição do meio ambiente, desafiamos grandes marcas de luxo a adotarem práticas sustentáveis

Duelo da Moda

A moda dita tendências. E o mercado internacional tem sido cada vez mais exigente com elas: sujar o guarda-roupas com peças que contribuem para a destruição do meio ambiente não está mais em alta no mundo fashion. Ciente dessa postura, o Greenpeace Itália divulgou hoje um ranking que revela grandes diferenças entre as políticas de adequação ambiental de marcas de alta costura. A maioria continua utilizando produtos tóxicos que poluem as águas e couro vindo de áreas desmatadas ilegalmente. Poucas têm planos de mudar de atitude.

O ranking Duelo da Moda propoe uma disputa entre as marcas por uma produção mais sustentável. Por enquanto, a grife italiana Valentino lidera a lista, já que se comprometeu a eliminar todos os lançamentos de produtos químicos tóxicos e a adotar o desmatamento zero em toda a sua cadeia de fornecimento. Enquanto isso, seis diferentes marcas famosas como Prada, Chanel, Hermès e Dolce & Gabbana aparecem em último lugar por não tomarem qualquer decisão sobre melhorias em suas políticas ambientais.As marcas foram avaliadas tendo em vista a transparência de suas cadeias de abastecimento, suas políticas ambientais e sua vontade de fazer um compromisso vinculativo pelo Desmatamento Zero e pela eliminação zero de produtos químicos perigosos.

veja o ranking (italiano) (ingles)

O ranking foi criado para trazer transparência aos consumidores, possivelmente os maiores interessados na procedência do que estão vestindo. Por isso, o Greenpeace pede a quem apoia a campanha para cobrar a indústria da moda a limpar seus produtos e se comprometer com o Desmatamento Zero e com políticas de produção sem descargas tóxicas.
Desde 2009, os três maiores frigoríficos brasileiros já se comprometeram a eliminar o desmatamento de sua cadeia de produção. Agora, essas empresas devem se juntar à iniciativa e cobrar que ela seja cumprida. O duelo já começou: desafie a moda a limpar a sua roupa!

fonte Greenpeace Brasil

Anúncios

As empresas precisam compreender que práticas sustentáveis também podem ser lucrativas, ajudam aumentar a competitividade, além de contribuírem para a saúde do planeta. Essa será a premissa do Sebrae, serviço de apoio à empresa, no evento Rio+20, conferência da ONU sobre desenvolvimento sustentável, que começa hoje no Rio. “Os objetivos de toda empresa são gerar lucro e permanecer no mercado. Se ela consome muita energia e água, por exemplo, tem custos altos, o que é uma desvantagem competitiva. Mas ao controlar o uso dos recursos, ela ao mesmo tempo melhora a gestão do negócio e contribui para o meio ambiente”, afirma o presidente do Sebrae, Luiz Barretto.

Matéria completa UOL Economia